11 de jun de 2007

Para os downloaders de plantão - Formatos de vídeo

Texto explicando os formatos comuns encontrados nos filmes que baixamos da "net". Retirado de http://cinedown.googlepages.com/formatos.
CAM

"Cam" é um rip de cinema usualmente feito com uma câmera digital de vídeo. Um mini tripé é usado algumas vezes, mas muitas vezes isso não é possível, então a câmera pode tremer. Escolher um lugar não é tão trivial, e deve se filmar de um certo ângulo. Se posto adequadamente, isso é difícil de perceber a menos que exista texto na tela, mas muitas vezes são deixadas bordas triangulares na parte de cima e de baixo da tela. O som é pego através do microfone da própria câmera e, especialmente em comédias, risadas da platéia podem ser ouvidas durante o filme. Devido à esses fatores, a qualidade da imagem e do som são usualmente ruins, mas algumas vezes nós temos sorte e o cinema está vazio e um melhor sinal sonoro será captado.


TELESYNC (TS)

Um telesync tem o mesmo aspecto que o CAM, com exceção de que é usado uma fonte externa de áudio (mais provavelmente um fone a parte na cadeira, para dificultar o recebimento das vozes das pessoas). Uma fonte de áudio direta não assegura uma boa qualidade no áudio, já que muito barulho de fundo pode interferir. Muitas vezes um telesync é filmado num cinema vazio ou da sala de projeção com o uso de uma câmera profissional, dando uma maior qualidade à imagem. A qualidade varia desticamente, cheque o sample (arquivos exemplo) antes de fazer o download completo do release. Uma alta percentagem de Telesyncs são CAMs que estão erroneamente nomeados.


TELECINE (TC)

Um aparelho de telecine (aparelho que permite a transmissão de filmes cinematogáficos por televisão) copia o filme digitalmente da bobina. Som e imagem deveriam ser muito bons, mas devido ao equipamento envolvido e seu custo, telecines são raros. Geralmente o filme estará numa proporção correta da tela, mas há casos de 4:3. Um bom exemplo é o JURASSIC PARK 3 TC. TC não deve ser confundido com TimeCode, que é um contador visível na tela ao decorrer do filme.


SCREENER (SCR)

Uma fita VHS prévia, enviada para locadoras e vários outros lugares afins de promover. Um screener é suprido por uma fita VHS, e usualmente no formato 4:3 (full screen), embora screeners letterboxed (com tarjas pretas em cima e embaixo) sejam encontrados. A principal desvantagem é um registro (uma mensagem que passa no inferior da tela, com o copyright e o telefone de anti-pirataria). Também, se a fita contiver qualquer número serial, ou qualquer outra marca que leve à fonte da fita, elas serão tampadas, usualmente com uma tarja preta em cima. Isso acontece por apenas alguns segundos, mas infelizmente em algumas cópias ele dura o filme todo. Dependendo do equipamento usado, a qualidade do screener pode ir de excelente, se feito a partir de uma cópia MASTER, para muito ruim, se feito a partir de um gravador de VHS velho. A maioria dos screeners são passados para VCD, mas alguns SVCDs também são encontrados.

DVD-SCREENER (DVDscr)
Mesma premissa que o screener, mas tirado de um DVD. Usualmente vem no formato letterbox, mas sem os extras que um DVD retail poderia conter. A marca d'água não é nas tarjas pretas, e poderá atrapalhar o filme. Se o ripador tiver habilidade, um DVDscr pode ser muito bom. Usualmente são passados para SVCD ou DivX/XviD.


DVDRip


Cópia do DVD final. Se possível, é lançado antes do varejo (Star Wars 2, por exemplo) e novamente deve estar em excelente qualidade. DVDrips são lançados em SVCD e DivX/XviD.


VHSRip
Transferido de um VHS, normalmente são vídeos de esporte e pornôs.


TVRip

Episódio da TV que é tanto retirado da rede (usando cabo digital ou satellite boxes) ou pre-air de satélites enviando os programas pelas emissoras poucos dias antes (algumas vezes tem tremulações). Alguns programas, como o WWF Raw Is War contém partes extras, erros de filmagem e comentários, que são inclusos nos releases. PDTV advém de uma placa digital de captura PCI, geralmente dando bons resultados, e os grupos tendem a lançar em SVCD. VCD/SVCD/DivX/XviD rips são encontrados por aí.


Termos

PROPER

Devido aos critérios, quem lançar o primeiro Telesync ganhou a corrida (por exemplo). Mas se a qualidade desse release for ruim, e outro grupo tem outro telesync (ou a mesma fonte, mas em melhor qualidade) então a expressão PROPER é adicionada para evitar enganações. PROPER é a expressão mais subjetiva encontrada, e as pessoas geralmente pergutam se o PROPER é melhor que a versão original. Muitos grupos lançam o PROPER em atos de desespero, para não perder a corrida. Um motivo para o PROPER deve ser sempre incluso no .NFO.


LIMITED -

Um filme limited significa que ele tem um número de exposições em cinemas limitado, normalmente estreiando em menos de 250 cinemas. Geralmente filmes pequenos (como filmes de arte) são lançados nesse estilo.


INTERNAL

Um release interno é feito por vários motivos. Grupos clássicos de DVD fazem muito isso, visto que eles não serão trapaceados. Também rips de má qualidade são feitos nesse estilo, para não baixar a reputação do grupo, ou devido ao grande número já existente do filme. Um lançamento interno é disponibilizado normalmente em sites afiliados ao grupo, mas eles não podem ser trocados com outros sites sem a devida permissão. Alguns INTERNALs ainda correm pelo IRC/Newsgroup, dependendo da popularidade. Há alguns anos, o grupo Centropy começou a lançar releases internos, mas num sentido diferente do INTERNAL, isto é, lançava somente para membros do grupo e não o disponibilizavam.


STV

Straight To Video. Nunca foi lançado nos cinemas, e muitos sites não permitem esses.



NUKED

Um filme pode estar nukado por vários motivos. Sites podem classificá-lo assim por quebra de regras (como 'Não permitimos Telesyncs"), mas se o filme tem algo extremamente de errado (sem trilha sonora por 20min, CD2 incorreto) então um nuke global irá ocorrer, e as pessoas que compartilham esse arquivo irão perder confiabilidade. É sempre bom saber antes pq o filme foi nukado. Se um grupo percebe que há algo errado com uma versão, eles podem requisitar um nuke.